Fórmulas grátis de cosméticos e produtos de limpeza. Como fazer amaciante, detergente, água sanitária, etc.

17/07/16

Como fazer base para shampoo

Fórmula para fazer base para shampoo transparente
Shampoo transparente para os cabelos com agente condicionador dos fios capilares

A base para shampoo possui tensoativo aniônico que possui boa formação de espuma e limpeza dos fios de cabelo.
Com agente sobreengordurante e estabilizador de espuma, deixa uma espuma rica que demora para se desfazer.

Contém um tensoativo anfótero de pouca irritabilidade, deixa o shampoo mais suave e contribui na formação de espuma e espessamento do shampoo.

O Poliquaternium 7 é um agente antiestático e desembaraçante, condiciona os cabelos e facilita o pentear.
1 litro da base concentrada para shampoo faz 4 litros de produto.
Veja também:
Como fazer base para sabonete liquido
Como fazer base para detergente liquido
Como fazer shampoo econômico
Fórmula para fazer a base concentrada transparente para shampoo:
Produtos Químicos Quantidade Função
Lauril éter sulfato de sódio 600 g Detergência/espumante
Amida 90 80 g Sobreengordurante/
estabilizador de espuma
Cocoamidopropil betaina 80 g Tensoativo suave
Poliquaternium 7 20 g Condicionador de cabelos
Ácido cítrico qs* Corretor de pH
Koralone LA 4 g Conservante
Água deionizada até completar 1 litro Veiculo
Modo de fazer a base para shampoo transparente:
Adicionar 100 ml de Água deionizada e o Lauril éter sulfato de sódio, com agitação lenta adicionar a Amida 90, Cocoamidopropil betaina e misturar.

Em um recipiente à parte adicionar 100 ml de Água deionizada e misturar o Poliquaternium 7 até ficar uma solução homogênea, depois adicionar no produto e homogeneizar.

Solubilizar uma pequena quantidade de Ácido cítrico em Água deionizada e ir adicionando aos pouquinhos e sob agitação até o pH ficar na faixa entre 6 a 7.
Para checar o pH utilize as fitas de medir o pH.

Sob agitação adicionar o Koralone LA, homogeneizar a base.
Deixe em repouso até que não haja mais espuma formada durante o processo.

Se for necessário, adicionar Água deionizada até obter 1 litro de base para shampoo.
Misturar para homogeneização da base para shampoo transparente, depois embalar no frasco plástico.

Diluição da base concentrada para shampoo transparente:
Diluir 1 litro da base para shampoo em 3 litros de Água deionizada, misturar.
Adicionar Corante e Essência para shampoo, misturar.,,

Solubilizar um pouco de Cloreto de sódio em Água deionizada, ir adicionando aos poucos até que o shampoo para cabelos engrosse (acerto da viscosidade).
Misturar para homogeneização.

Depois embalar o shampoo para cabelos com Poliquaternium 7 nos frascos plásticos.

Se preferir você pode enriquecer o shampoo adicionando extratos glicólicos de plantas, adicionar de 40 a 80 gramas de extrato glicólico antes de engrossar o shampoo.

Você também pode fazer a base do shampoo sem o Poliquaternium 7, no entanto, a penteabilidade dos cabelos depois do uso do produto fica prejudicada.
* qs: quantidade suficiente para acerto do pH.

Como fazer base para sabonete liquido

Fórmula para fazer base concentrada para sabonete liquido glicerinado
1 litro da base faz 4 litros de sabonete liquido glicerinado transparente

Sabonete liquido com glicerina, a glicerina é um agente umectante e hidratante.
Sabonete liquido para a lavagem de mãos e para uso no banho.

Possui tensoativo aniônico com boa ação detergente e tensoativo anfótero que deixa o sabonete suave, além de contribuir na formação de espuma.

A Amida 90 é espessante, estabiliza a espuma do sabonete liquido, possui ação sobreengordurante (repõe parcialmente a gordura natural da pele retirada durante o processo de lavagem das mãos).

Fazer a base e estocar, quando for utilizar, diluir um litro da base em 3 litros de água deionizada ou destilada.
Fórmula para fazer a base concentrada para sabonete liquido glicerinado:
Produtos Químicos Quantidade Função
Lauril éter sulfato de sódio 600 g Detergência/espumante
Amida 90 80 g Sobreengordurante/
espessante
Cocoamidopropil betaina 80 g Tensoativo suave/
espumante
Koralone LA 4 g Conservante
Glicerina 40 g Umectante/hidratante
Ácido cítrico qs* Corretor de pH
Água deionizada até completar 1 litro Veiculo
Modo de fazer a base concentrada para sabonete liquido com glicerina:
Adicionar 150 ml de Água deionizada.
Sob agitação lenta adicionar o Lauril éter sulfato de sodio, Amida 90, Cocoamidopropil betaina e misturar.
Acertar o pH adicionando Ácido cítrico diluído em Água deionizada, aos poucos até o pH ficar entre 6 a 7.
Sob agitação adicionar o Koralone LA e a Glicerina.

Deixe em repouso até não haver mais espuma formada durante o processo de agitação.
Se for necessário, complete o volume com Água deionizada até obter 1 litro de base para sabonete glicerinado.

Misture para homogeneizar a base e depois embale nos frascos plásticos.

Diluição da base para sabonete liquido transparente com glicerina:
Quando for utilizar, diluir 1 litro da base de sabonete em 3 litros de Água deionizada e misturar.
Colorir com Corante e adicionar Essência para sabonete.

Solubilizar um pouco de sal (Cloreto de sódio) em Água deionizada e ir adicionando aos poucos para o acerto de viscosidade (engrossar o sabonete liquido).

Misturar para homogeneizar e embalar o sabonete liquido em saboneteiras com válvula pump ou em frascos plásticos.
* qs: quantidade suficiente para o acerto do pH.
A quantidade de Ácido cítrico pode variar dependendo do pH dos tensoativos de cada fornecedor.
Todos os produtos químicos para fazer a base de sabonete você encontra na Casa do saboeiro, exceto o componente Água deionizada.

Como fazer base para detergente liquido

Fórmula para fabricar base para detergente lava louças
Com tensoativo aniônico com boa ação de detergência.
Possui agente espessante, sobreengordurante e estabilizador de espuma.

1 litro da base faz 5 litros de detergente liquido.
Diluir 1 litro da base para detergente em 4 litros de água.

Processo para fazer base concentrada para diluição e uso posterior do produto, utilizado para lavar louças e utensílios domésticos.
base-fazer-detergente

Fórmula para fazer a base para detergente liquido:
Componentes químicos Quantidade Função
Ácido sulfônico 100 g Detergência/espuma
Amida 60 25 g Espessante/
sobreengordurante
Soda liquida a 50% qs* Corretor de pH
Mistura de isotiazolinonas 10 g Conservante/preservante
Água potável para completar 1 litro Veiculo
Modo de fazer a base para detergente lava louças:
Adicionar 750 ml de Água potável.
Adicionar o Ácido sulfônico e misturar.
Ir adicionando soda liquida a 50%, aos poucos e sob agitação até chegar no pH entre 6 a 7.
Utilizar a fita de medir pH para checar o pH do detergente.
Adicionar a Amida 60 e misturar.
Checar o pH com a fita, se for necessário fazer a correção do pH para ficar na faixa entre 6 a 7.
Depois de acertar o pH, adicionar a Mistura de isotiazolinonas e misturar.
Se for necessário, adicionar mais Água potável até completar 1 litro de base para detergente liquido.
Diluição da base:
Quando for utilizar, diluir 1 litro da base de detergente liquido em 4 litros de água potável e misturar.
Colorir com Corante e adicionar 5 gramas de Essência de sua preferencia.
Diluir um pouco de sal (Cloreto de sódio) em água e ir adicionando aos poucos e sob agitação para engrossar um pouco o detergente, não adicione muito sal, sal em demasia turva e raleia o detergente.
Misturar bem e embalar nos frascos plásticos para detergente, ou em um galão de 5 litros.
* qs = Quantidade suficiente para o acerto do pH do detergente.

Fórmula para fazer base para detergente

Como fazer base para detergente liquido
Diluição do produto: 1 x 10 (1 litro faz 10 litros de detergente)
Base de detergente lava louças com tensoativo aniônico.

A Trietanolamina é utilizada como corretor de pH no detergente, além de evitar que haja precipitação no fundo do frasco do detergente depois de pronto, principalmente em temperaturas baixas (dias frios).

A Amida 60 age como estabilizador de espuma do detergente, sobreengordurante, espessante e auxiliar de espuma e detergência.

A Mistura de isotiazolinonas é utilizada como conservante em produtos de limpeza, em substituição ao Formol liquido 37% que hoje é proibido. Esse produto você encontra em revendedores de produtos químicos.

Fórmula para 1 litro de base para detergente lava louças liquido:
Componentes químicos Quantidade Função
Ácido sulfônico 200 g Tensoativo/detergência
Trietanolamina 60 g Alcalinizante
Amida 60 50 g Espessante/eatabilizador de espuma
Mistura de isotiazolinonas 20 g Conservante
Água potável para completar 1 litro Veiculo
Modo de fazer a base para detergente liquido:
Adicionar 650 ml de Água potável.
Sob agitação moderada misturar o Ácido sulfônico, homogeneizar.
Adicionar a Trietanolamina, homogeneizar.

Verificar o pH com a fita de medir pH, o pH do detergente deve ficar entre 6,0 a 7,0.
Adicionar a Amida 60 e homogeneizar.
Se necessário, fazer a correção do pH para ficar entre 6 a 7.

Soba agitação adicionar a Mistura de isotiazolinonas, misturar até homogeneização. Não adicione a Mistura de isotiazolinonas sem antes ter acertado o pH, para que não perca o efeito conservante.

Se for necessário, completar com água até obter 1 litro, agitar até homogeneizar a base para detergente liquido
Depois embalar a base para detergente e rotular.

Diluição da base detergente:
Quando for usar o produto, diluir 1 litro da base em 9 litros de água.
Adicionar Corante, 10 gramas de Essência para detergente de sua preferencia.
Solubilizar um pouco de sal e ir adicionando aos poucos até engrossar o detergente liquido para louças.

Misturar para homogeneização.
No lugar da Trietanolamina, pode ser adicionado o Agente neutralizante disponível na Casa do saboeiro.

14/07/16

Como fazer shampoos econômicos

Shampoos econômicos ou de baixo custo geralmente utilizam tensoativos aniônicos (espumantes para shampoos) de alta produção de espuma e que possuem um custo relativamente baixo.

Proporcionam shampoos com bastante formação de espuma e podem ser facilmente espessados (acerto de viscosidade) com Cloreto de sódio.

A adição de conservantes, corantes e perfumes (essências) irá completar este shampoo econômico que tem alta viscosidade e espuma abundante.

A adição de Cocoamidopropil betaína melhora a suavidade do shampoo, cremosidade da espuma, e ajuda a construir a viscosidade do sistema, além de proporcionar um pouco de condicionamento nos cabelos, facilitando a penteabilidade dos fios.

A Amida de coco (Dietanolamida de ácido graxo de coco) age como um impulsionador de espuma, estabilizador da espuma e promove aumento de  viscosidade.
A adição de sal e de ácido cítrico fornece aumento de viscosidade e neutralização (acerto) do pH do shampoo.

A adição de Corantes tem por finalidade beneficiar o apelo estético do shampoo, um shampoo colorido fica com uma aparência mais sofisticada.
Outro componente que beneficia o apelo estético e comercial do shampoo é a adição de agentes perolizantes (bases perolizantes/base perolada), um shampoo perolado fica esteticamente sofisticado.
Shampoos perolados podem ficar sem a adição de Corantes, seu aspecto vai ficar tipo “branco leitoso” com brilho pérola (perolado).

Shampoos perolados devem ficar bem espessos (viscosidade alta), pois pode ocorrer precipitação do agente perolizante para o fundo do frasco em shampoos perolados com viscosidades abaixo de 3.000 cps à 20°C.

Existe agentes perolizantes sólidos indicados para shampoos feitos com aquecimento do sistema, os mais utilizados são os perolizantes líquidos, pois podem ser incorporados no shampoo sem a necessidade de aquecimento, facilitando o processo de produção.
Os perolizantes também “mascaram” substancias que alteram a cor e a aparência do shampoo (exemplo: Extratos glicólicos e agentes anticaspa).

As fórmulas de shampoos descritas abaixo também podem ser aperfeiçoadas, com adição de extratos glicólicos de plantas, segundo a aplicação recomendada do shampoo (cabelos oleosos, cabelos secos, cabelos normais). Existem extratos indicados para cada tipo de cabelo.

Para melhorar a penteabilidade dos cabelos, podemos adicionar Poliquaternium-7  (condiciona os cabelos, antiestático, desembaraçante), Lanolina etoxilada 50% (agente condicionador e hidratante entre 1 a 2%) principalmente para shampoos para cabelos secos.

Outros princípios ativos que podem ser adicionados são o Hidrolisado de Queratina entre 0,1 a 2% (Aumenta a substantividade e o brilho do fio do cabelo, proporciona um pentear mais fácil, diminui a quebra do fio de cabelo, deixando-os mais fortes, macios e sedosos), Colágeno Hidrolizado(Hidrogel, entre 0,5 a 3%), D-Pantenol (provitamina B5, ação anti-seborreica para o folículo piloso/umectante e estimulante do metabolismo epitelial).

A Glicerina também pode ser utilizada no shampoo, pois é umectante e emoliente e ajuda a hidratar os cabelos, sendo uma matéria-prima fácil  de comprar e de preço acessível.
Por serem fórmulas de shampoos econômicos, as formulações abaixo podem ser uma alternativa para quem deseja produzir shampoos para embalagens grandes (galões).
Dica: sempre testar o produto, fazer pequenas quantidades e verificar o resultado nos cabelos.

Fórmulas sugestivas para fabricar 10 kg de shampoos econômicos

Fórmula para fazer shampoo para cabelos oleosos:
Lauril éter sulfato de sódio 2300 g Tensoativo/espumante
Amida 90 200 g Sobreengordurante/espessante
Cocoamidopropil betaina 180 g Tensoativo suave
Koralone LA 10 g Conservante
Cloreto de sódio 180 g Espessante/
acerto de viscosidade
Ácido Cítrico 3 g Corretor de pH
Essência 30 g Perfume
Corante qs Apelo estético/colorir
Água deionizada 7097 g Veiculo
Modo de fazer o shampoo para cabelos oleosos:
Em um balde de plástico adicione a Água deionizada.
Sob agitação lenta e constante adicione o Lauril éter sulfato de sódio, Amida 90, Cocoamidopropil betaina e homogeneizar.
Verificar o pH que deve ficar entre 6,0 a 7,0, se for necessário, fazer a correção do pH adicionando o Ácido Cítrico diluído em um pouco de Água deionizada. A quantidade de Ácido Cítrico pode variar para mais ou para menos, portanto ir adicionando aos poucos até chegar na faixa de pH indicada para o shampoo.
Sob agitação adicionar o Koralone LA, Essência, Corante diluído em Água deionizada até chegar na tonalidade de cor desejada para o shampoo.
Por fim, solubilizar o Cloreto de sódio em um pouco de Água deionizada e ir adicionando até o shampoo ficar grosso/espesso. A quantidade de Cloreto de sódio também pode variar para mais ou para menos, dependendo do fabricante dos tensoativos.
Misturar bem para homogeneização do shampoo, deixar em repouso até não haver mais bolhas de espuma e depois embalar o shampoo para cabelos oleosos nos frascos plásticos.
Dica: Extrato glicólico de Hamamelis para cabelos oleosos, entre 100 a 200 g.

Cabelos normais
Fórmula para fazer shampoo para cabelos normais:
Lauril éter sulfato de sódio 2200 g Tensoativo/espumante
Amida 90 280 g Sobreengordurante/espessante
Cocoamidopropil betaina 280 g Tensoativo suave
Koralone LA 10 g Conservante
Cloreto de sódio 90 g Espessante/
acerto de viscosidade
Ácido Cítrico 3 g Corretor de pH
Essência 30 g Perfume
Corante qs Apelo estético/colorir
Água deionizada 7107 g Veiculo
Modo de fazer o shampoo para cabelos normais:
Em um balde de plástico adicione a Água deionizada.
Sob agitação lenta e constante adicione o Lauril éter sulfato de sódio, Amida 90, Cocoamidopropil betaina e homogeneizar.
Verificar o pH que deve ficar entre 6,0 a 7,0, se for necessário, fazer a correção do pH adicionando o Ácido Cítrico diluído em um pouco de Água deionizada. A quantidade de Ácido Cítrico pode variar para mais ou para menos, portanto ir adicionando aos poucos até chegar na faixa de pH indicada para o shampoo.
Sob agitação adicionar o Koralone LA, Essência, Corante diluído em Água deionizada até chegar na tonalidade de cor desejada para o shampoo.
Por fim, solubilizar o Cloreto de sódio em um pouco de Água deionizada e ir adicionando até o shampoo ficar grosso/espesso. A quantidade de Cloreto de sódio também pode variar para mais ou para menos, dependendo do fabricante dos tensoativos.
Misturar bem para homogeneização do shampoo, deixar em repouso até não haver mais bolhas de espuma e depois embalar o shampoo para cabelos normais nos frascos plásticos.
Dica: Extrato glicólico de Algas marinhas para cabelos normais, entre 100 a 200 g.

Cabelos secos
Fórmula para fazer shampoo para cabelos secos:
Lauril éter sulfato de sódio 2000 g Tensoativo/espumante
Amida 90 300 g Sobreengordurante/espessante
Cocoamidopropil betaina 250 g Tensoativo suave
Koralone LA 10 g Conservante
Cloreto de sódio 80 g Espessante/
acerto de viscosidade
Ácido Cítrico 3 g Corretor de pH
Essência 30 g Perfume
Corante qs Apelo estético/colorir
Água deionizada 7327 g Veiculo
Modo de fazer o shampoo para cabelos secos:
Em um balde de plástico adicione a Água deionizada.
Sob agitação lenta e constante adicione o Lauril éter sulfato de sódio, Amida 90, Cocoamidopropil betaina e homogeneizar.
Verificar o pH que deve ficar entre 6,0 a 7,0, se for necessário, fazer a correção do pH adicionando o Ácido Cítrico diluído em um pouco de Água deionizada. A quantidade de Ácido Cítrico pode variar para mais ou para menos, portanto ir adicionando aos poucos até chegar na faixa de pH indicada para o shampoo.
Sob agitação adicionar o Koralone LA, Essência, Corante diluído em Água deionizada até chegar na tonalidade de cor desejada para o shampoo.
Por fim, solubilizar o Cloreto de sódio em um pouco de Água deionizada e ir adicionando até o shampoo ficar grosso/espesso. A quantidade de Cloreto de sódio também pode variar para mais ou para menos, dependendo do fabricante dos tensoativos.
Misturar bem para homogeneização do shampoo, deixar em repouso até não haver mais bolhas de espuma e depois embalar o shampoo para cabelos secos nos frascos plásticos.
Dica: Lanolina etoxilada a 50% para cabelos normais, entre 100 a 200 g.

Em todas as 3 fórmulas acima pode-se adicionar o Poliquaternium-7 (50 gramas para cada 10 kg de shampoo) para dar maior condicionamento nos cabelos, deixar os cabelos macios e fáceis de pentear.
O Poliquaternium-7, assim como os extratos glicólicos podem ser misturados no shampoo antes de fazer o espessamento com o Cloreto de sódio.

Não se esqueça que o cheiro do shampoo também é muito importante na hora da venda, portanto escolha as melhores essências, com fragrância agradável.

Todos os produtos químicos para as fórmulas citadas acima você encontra na loja Casa do saboeiro, exceto a Água deionizada e o Cloreto de sódio.

10/07/16

Fórmula Mega Hair raiz às pontas

Como fazer ativador do crescimento de cabelos
Mega Hair  - Gel ativador do crescimento, texturizante e hidratante para cabelos.
Kerestore 2.0 é um ativo de condicionamento altamente substantivo que presta serviços de reparação direcionados para as áreas mais danificadas da superfície do cabelo.

O Procapil é uma combinação de uma matriquina vitaminada com ácido oleanólico e apigenina obtida de folhas de oliveira. Combate o processo de envelhecimento do folículo na prevenção de perda de cabelo.

Procapil atinge as principais causas da alopécia: microcirculação do couro cabeludo deficiente, atrofia folicular causada por di-hidrotestosterona e envelhecimento do folículo.

O Follicusan estimula o funcionamento das células do couro cabeludo e folículos pilosos, aumentando a biossíntese de proteínas.
Por agir regulando o funcionamento das células na fase inicial do crescimento dos fios, Follicusan também melhora a estrutura capilar.

Soluvit é uma combinação de vitaminas A, E, F, H e H’ , pantotenato de cálcio, inositol e extrato de castanha da índia.

Fórmula para fazer o Mega Hair raiz às pontas:
Amigel 60 g
Nipagin 15 g
Glicerina Bidestilada 200 g
EDTA Dissódico 20 g
Água deionizada 9100 g
Kerestore 2.0 50 g
Procapil 300 g
Follicusan 100 g
Soluvit 100 g
Modo de fazer o Mega Hair raiz às pontas:
Em um recipiente adicione a Água deionizada, sob agitação adicionar o Nipagin, EDTA Dissódico e homogeneizar.
Levigar o Amigel na Glicerina Bidestilada, depois adicionar na mistura anterior, agitar até homogeneização.
Sob agitação constante adicionar:
O  Kerestore 2.0, homogeneizar.
Adicionar o Procapil, agitar para homogeneizar.
Adicionar o Follicusan, Homogeneizar.
Adicionar o Soluvit, agitar até homogeneização completa do Mega Hair raiz às pontas.

02/07/16

Como fazer loção para massagem tipo Doutorzinho

Fórmula de loção para massagens tipo Doutorzinho
O Salicilato de Metila é um analgésico de uso tópico, possui ação analgésica e anti-inflamatória, utilizado no alívio de dores musculares, contusões, dores reumáticas, mialgia, nevralgia e torcicolo.

A Canfora atua como rubofaciente e analgésico suave, no tratamento de dores reumáticas, contusões e inflamações.
Veja também:
Como fazer óleo para massagens tipo doutorzinho
O Mentol quando aplicado sobre a pele, dilata os vasos sanguíneos gerando sensação de frio e depois analgesia (alívio na percepção da dor).
loção-massagens

Devemos tomar cuidados com o uso de produtos com Mentol e Cânfora em crianças menores de 7 anos.

Fórmula para fazer 10 kg de loção para massagem tipo Doutorzinho:
Propilenoglicol 500 g
Nipagin 10 g
Água deionizada 6980 g
Lanette N 900 g
Vaselina liquida 500 g
Nipazol 5 g
BHT 5 g
Mentol 100 g
Canfora 100 g
Eucaliptol 200 g
Salicilato de metila 700 g
Modo de fazer a loção para massagem tipo Doutorzinho:
Fase 1) Em um recipiente aqueça o Propilenoglicol, Nipagin, Água deionizada até a temperatura atingir 85°C, homogeneizar.
Fase 2) Em outro recipiente aqueça a cera Lanette N, Vaselina liquida, Nipazol, BHT até a temperatura atingir 85°C, misture para homogeneizar.

Sob agitação adicione a Fase 1 sobre a Fase 2, misture para homogeneizar.
Manter a agitação constante até a temperatura da loção abaixar para 35°C.

Depois misturar o Mentol e a Canfora, adicionar um pouco de Álcool etílico 96 suficiente apenas para dissolver o Mentol e a Canfora, em seguida adicionar na loção sob agitação.

Adicionar sob agitação o Eucaliptol e o Salicilato de metila.
Misturar até que a loção para massagem tipo Doutorzinho fique bem homogênea.

Embalar a loção indicada para massagens nos frascos plásticos ou bisnagas.

Produtos Químicos, Essências, Bases para Perfumes

Precisando de matéria-prima?
Amida 90, Amida 60, Lauril éter sulfato de sódio, Ácido Sulfônico, Amoníaco, Barrilha Leve, Butilglicol, Hipoclorito de Sódio, Metabissulfito de Sódio, Metassilicato de sódio, Óleo de silicone, Silicato de sódio alcalino, Sulfato de alumínio, Tripolifosfato de sódio, Álcool cetilico, Álcool cetoestearílico, Álcool estearílico, Base perolada, Carbopol, Cera de abelha, Glicerina, Lanolina, Monoestearato de glicerila, Óleo Mineral, Óxido de Zinco, Propilenoglicol, PVP-K90, Ureia, Tricosan (Irgasan), Ácido Cítrico, Ácido Fosfórico, Acido oxálico, Branqueador optico, Breu, Brancol, Caulim, Cera de Carnaúba, Dióxido de titânio (rutilo), Emulsão de Silicone, Formol, Óleo de Pinho, Óleo de Eucalipto, Peroxido de Hidrogênio, Parafina lentilhada, Percloro Etileno, Potassa cáustica, Quaternário de amônia, Renex 95, Soda cáustica 99% escamas, Soda Liquida, Trietanolamina, etc.

Essências e Bases para Perfumes
Essências para Cosméticos, Essências para Produtos de Limpeza, Base para aromatizador, Base para desodorante corporal e Base para Perfumes.

Para comprar os produtos químicos e essências, clique no link abaixo:

E-book - Fabrica de Perfumes

Quem for comprar a apostila, preencher corretamente os dados para não ter problemas na entrega.
Este material não pertence ao Fórmulas Grátis, é uma indicação para quem deseja maiores detalhes sobre o assunto.