16/08/2017

Como fazer shampoo Popular para cabelos secos

Como fazer shampoo popular para cabelos secos com Poliquaternium 7


O shampoo popular é indicado para a venda nas classes sociais com um poder aquisitivo baixo, o produto fica com o menor preço se comparado com o Premium e o Regular. Em todas as classes sociais, tanto pessoas do sexo masculino como do sexo feminino utilizam xampus, principalmente para a higienização dos cabelos.

Contém uma quantidade baixa de tensoativos e agentes de condicionamento, podemos dizer que é um shampoo de “preço popular”, se comparado ao Premium ou Regular.
Esta formula de xampu fica mais barata do que a formula para fazer o Premium e o Regular, possui uma quantidade reduzida de agentes de limpeza e condicionamento.

Para obter um bom produto é necessário unir bons produtos químicos, embalagem bonita (frasco e rotulo), preço competitivo e uma fragrância agradável. O produto deve agradar tanto o publico feminino como o masculino, a fragrância deve ser suave, com um perfume que agrade homens e mulheres.

O Lauril éter sulfato de sódio é um dos principais espumantes para xampus e sabonetes líquidos, possui a capacidade de formar bastante espuma e tem um custo baixo.

O Cocoamidopropil betaína é um tensoativo anfótero que promove formação de espuma e promove suavidade ao produto, ele também age oferecendo condicionamento aos fios capilares.

A Dietanolamida de ácido graxo de coco (Amida 90) é um tensoativo não-iônico que proporciona espessamento e poder de sobreengorduramento, a espuma fica estável e rica, demorando mais tempo para se desfazer.

O Poliquaternium 7 é uma solução aquosa catiônica de um copolímero de cloreto de dialildimetilamônio e acrilamida. Poliquaternium 7 é muito utilizado na indústria de cosméticos, altamente efetivo em formulas de cosméticos para o cuidado da pele e cabelo. Em xampus age como estabilizador da espuma, agente antiestático, desembaraçante e promove condicionamento aos fios capilares.

A Base perolizante promove formação de espuma e age como perolizante, deixando o produto branco e com brilho perola. Xampus com brilho perolado tem um aspecto mais sofisticado se comparado com os transparentes. O brilho perola agrega mais valor ao produto cosmético.

Fórmula para fazer o shampoo Popular para cabelos secos:

Lauril éter sulfato de sódio 1700 g
Cocoamidopropil betaina 200 g
Amida 90 200 g
Base perolizante 200 g
Poliquaternium 7 130 g
Cloreto de sódio qs
Essência 30 g
Corante qs
Ácido cítrico qs
Koralone LA (conservante) 10 g
EDTA dissódico 10 g
Água deionizada 7520 g
Modo de fazer o shampoo Popular para cabelos secos:

Em um balde plástico adicione a Água deionizada, adicione posteriormente o EDTA dissódico e misture para homogeneizar utilizando uma pá de plástico ou de aço inoxidável, não utilize pá de madeira.

Depois adicionar sob agitação moderada o Lauril éter sulfato de sódio, Cocoamidopropil betaína, Amida 90, Base perolizante e misture até ficar homogêneo.

Sob agitação adicione o Poliquaternium 7, Essência, Koralone LA e misture para homogeneizar.
Retire uma pequena amostra e verifique o pH, que deve ficar entre 5,0 a 6,5. Se for necessário ajuste o pH com solução de Ácido cítrico diluído em Água deionizada, adicionando aos poucos e com agitação e ir verificando com a fita de medir pH ou pHmetro.

Depois ir adicionando Corante diluído em Água deionizada, aos poucos até obter cor desejada, ou deixe sem Corante que também fica bonito o produto, visto que fica branco com brilho perolado.
Em seguida diluir um pouco de Cloreto de sódio em água e ir adicionando aos poucos e sob agitação até o shampoo engrossar.

Produto para lavar os cabelos com agente perolizante deve ficar bem grosso (viscoso) para que não haja sedimentação das partículas do perolizante no fundo do frasco.
Caso queira um xampu transparente, não adicione a base perolizante.

Aguarde a espuma formada durante a mistura/agitação abaixar e depois embale nos frascos plásticos.

09/08/2017

Formula Shampoo Regular cabelos secos

Como fazer shampoo Regular para cabelos secos com agente condicionador


O shampoo Regular é indicado para a venda nas classes sociais com um poder aquisitivo intermediário, fica entre as classes de maior poder aquisitivo e de menor poder aquisitivo. Em todas as classes sociais, tanto homens como mulheres fazem uso de produtos cosméticos, principalmente para a higienização dos cabelos. Foi se o tempo em que as pessoas usavam sabões comuns para lavar suas madeixas.

Contém uma quantidade intermediaria de tensoativos e agentes de condicionamento, podemos dizer que é um shampoo de “preço regular”, se comparado ao Premium ou popular.

Então, este xampu fica mais barato que o Premium e mais caro do que o popular, possui uma menor quantidade de agentes de limpeza e condicionamento se comparado com a formula do Premium. Para obter um bom produto é necessário unir bons produtos químicos, embalagem bonita (frasco e rotulo), preço competitivo e uma fragrância agradável. O produto deve agradar tanto o publico feminino como o masculino, a fragrância deve ser suave, com um perfume que agrade homens e mulheres.

O Lauril éter sulfato de sódio é um dos principais espumantes para xampus e sabonetes líquidos, promove formação de bastante e tem um custo/beneficio baixo.

O Cocoamidopropil betaína é um co-tensoativo que promove formação de espuma e suavidade ao produto, ele também age oferecendo condicionamento aos fios capilares.

A Dietanolamida de ácido graxo de coco (Amida 90) é um tensoativo não-iônico que proporciona espessamento e poder de sobreengorduramento, a espuma fica estável e rica, demorando mais tempo para se desfazer.

O Poliquaternium 7 é uma solução aquosa catiônica de um copolímero de cloreto de dialildimetilamônio e acrilamida. Poliquaternium 7 é muito utilizado na indústria de cosméticos, altamente efetivo em formulas de cosméticos para o cuidado da pele e cabelo. Em xampus age como estabilizador da espuma, agente antiestático, desembaraçante e promove condicionamento aos fios capilares.

A Base perolizante promove formação de espuma e age como perolizante, deixando o produto branco e com brilho perola. Xampus com brilho perolado tem um aspecto mais sofisticado se comparado com os transparentes. O brilho perola agrega mais valor ao produto cosmético.

Fórmula para fazer o shampoo Regular para cabelos secos:

Lauril éter sulfato de sódio 2000 g
Cocoamidopropil betaína 300 g
Amida 90 270 g
Base perolizante 400 g
Poliquaternium 7 250 g
Cloreto de sódio qs
Essência 30 g
Corante qs
Ácido cítrico qs
Koralone LA (conservante) 10 g
EDTA dissódico 10 g
Água deionizada 6730 g
Modo de fazer o shampoo Regular para cabelos secos:
Em um balde plástico adicione a Água deionizada, adicione posteriormente o EDTA dissódico e misture para homogeneizar utilizando uma pá de plástico ou de aço inoxidável, não utilize pá de madeira.

Depois adicionar sob agitação moderada o Lauril éter sulfato de sódio, Cocoamidopropil betaína, Amida 90, Base perolizante e misture até ficar homogêneo.

Sob agitação adicione o Poliquaternium 7, Essência, Koralone LA e misture para homogeneizar.
Retire uma pequena amostra e verifique o pH, que deve ficar entre 5,0 a 6,5. Se for necessário ajuste o pH com solução de Ácido cítrico diluído em Água deionizada, adicionando aos poucos e com agitação e ir verificando com a fita de medir pH ou pHmetro.

Depois ir adicionando Corante diluído em Água deionizada, aos poucos até obter cor desejada, ou deixe sem Corante que também fica bonito o produto, visto que fica branco com brilho perolado.
Em seguida diluir um pouco de Cloreto de sódio em água e ir adicionando aos poucos e sob agitação até o shampoo engrossar.

Produto para lavar os cabelos com agente perolizante deve ficar bem grosso (viscoso) para que não haja sedimentação das partículas do perolizante no fundo do frasco.

Caso queira um xampu transparente, não adicione a base perolizante.
Aguarde a espuma formada durante a mistura/agitação abaixar e depois embale nos frascos plásticos.

05/08/2017

Formula shampoo Premium cabelos secos

Como fazer shampoo para cabelos secos Premium com agente condicionador

O shampoo Premium é indicado para a venda nas classes sociais com um poder aquisitivo mais alto. Em todas as classes sociais, tanto homens como mulheres fazem uso de produtos cosméticos, principalmente para a higienização dos cabelos. Foi se o tempo em que as pessoas usavam sabões comuns para lavar suas madeixas.

Esta formula contém uma quantidade maior de tensoativos e agentes de condicionamento, podemos dizer que é um shampoo de “preço caro”, se comparado ao regular ou popular.

O Lauril éter sulfato de sódio é um dos principais espumantes para xampus e sabonetes líquidos, promove formação de bastante espuma e tem um custo/beneficio baixo.

O Cocoamidopropil betaína é um co-tensoativo que promove formação de espuma e suavidade ao produto, ele também age oferecendo condicionamento aos fios das madeixas.

A Dietanolamida de ácido graxo de coco (Amida 90) é um tensoativo não-iônico que proporciona espessamento e poder de sobreengorduramento, a espuma fica estável e rica, demorando mais tempo para se desfazer.

O Poliquaternium 7 é uma solução aquosa catiônica de um copolímero de cloreto de dialildimetilamônio e acrilamida. Poliquaternium 7 é muito utilizado na indústria de cosméticos, altamente efetivo em formulas de cosméticos para o cuidado da pele e cabelo. Em xampus age como estabilizador da espuma, agente antiestático, desembaraçante e promove condicionamento aos fios capilares.

A Base perolizante promove formação de espuma e age como perolizante, deixando o produto branco (opaco) e com brilho perola. Xampus com brilho perolado tem um aspecto mais sofisticado se comparado com os transparentes. O brilho perola agrega mais valor ao produto cosmético.

Fórmula para fazer o shampoo para cabelos secos Premium:

Lauril éter sulfato de sódio 2300 g
Cocoamidopropil betaína 500 g
Amida 90 300 g
Base perolizante 400 g
Poliquaternium 7 400 g
Cloreto de sódio qs
Essência 30 g
Corante qs
Ácido cítrico qs
Koralone LA (conservante) 10 g
EDTA dissódico 10 g
Água deionizada 6050 g
Modo de fazer o shampoo para cabelos secos Premium:

Em um balde plástico adicione a Água deionizada, adicione posteriormente o EDTA dissódico e misture para homogeneizar utilizando uma pá de plástico ou de aço inoxidável, não utilize pá de madeira.

Depois adicionar sob agitação moderada o Lauril éter sulfato de sódio, Cocoamidopropil betaína, Amida 90, Base perolizante e misture até ficar homogêneo.

Sob agitação adicione o Poliquaternium 7, Essência, Koralone LA e misture para homogeneizar.

Retire uma pequena amostra e verifique o pH, que deve ficar entre 5,0 a 6,5. Se for necessário ajuste o pH com solução de Ácido cítrico diluído em Água deionizada, adicionando aos poucos e com agitação e ir verificando com a fita de medir pH ou pHmetro.

Depois ir adicionando Corante diluído em Água deionizada, aos poucos até obter cor desejada, ou deixe sem Corante que também fica bonito o produto, visto que fica branco com brilho perolado.

Em seguida diluir um pouco de Cloreto de sódio em água e ir adicionando aos poucos e sob agitação até o shampoo engrossar.

Produto para lavar os cabelos com agente perolizante deve ficar bem grosso (viscoso) para que não haja sedimentação das partículas do perolizante no fundo do frasco.

Caso queira um xampu transparente, não adicione a base perolizante.

Aguarde a espuma formada durante a mistura/agitação abaixar e depois embale nos frascos plásticos.

03/08/2017

Formula Gel creme firmador para seios

Como fazer Gel creme firmador para seios

Este produto possui a capacidade de firmar os tecidos do busto pela ação do Kigeline, ativo extraído de uma planta, tornando-os seios mais rígidos e erguidos.

Kigeline é um ativo com ação firmadora, ajuda a tonificar, enrijecer, aumenta a firmeza e elasticidade da pele. Promove tonicidade, com propriedades que ajudam a erguer (elevar) os seios.

O MDI Complex, glicosaminoglicanas, colabora na ação firmadora pois promove elasticidade a pele. O Lanablue, extrato de algas contribuirá para a renovação celular da pele do busto deixando-o mais viçoso e brilhante.

O Propilenoglicol no segmento cosmético é utilizado como agente umectante em formulações para uso na pele e para os cabelos. O Miristato de Isopropila é utilizado como emoliente em formulas de produtos de uso cosmético.

Aplicar o produto na pele do busto e colo 2 vezes por dia.

Formula para fazer o Gel creme para elevar os seios:

Água deionizada 5825 g
EDTA dissódico 10 g
Propilenoglicol 400 g
Ajidew NL 50 200 g
Kigeline 1500 g
MDI Complex 500 g
Lanablue 500 g
Miristato de Isopropila 300 g
Silicone CM 040 400 g
Fortinip 65 g
Ipigel Soft HP 300 g

Modo de fazer o Gel creme para firmar os seios:

Em um recipiente adicione a Água deionizada, agitando com uma pá de plástico ou aço inoxidável adicione o EDTA dissódico e misture até solubilização.

Sob agitação adicione o  Propilenoglicol, Ajidew NL 50 e misture até homogeneização.

Mantendo a agitação adicione o Kigeline, MDI Complex, Lanablue e misture até homogeneização.

Depois sob agitação adicione o Miristato de Isopropila, Silicone CM 040 e agite até homogeneização.
Adicione o Fortinip, Ipigel Soft HP sob agitação.

Manter agitação até completa homogeneização do produto para o busto.
Deixar o pH na faixa entre 5,5 a 6,0.

30/07/2017

Formula de pneu pretinho com glicerina

Como fazer pneu pretinho para escurecer os pneus


É um produto de uso automotivo para deixar os pneus dos carros escurecidos, a glicerina em contato com a borracha promove escurecimento e brilho.

Produtos com derivados de petróleo podem ressecar a borracha, por isso prefira utilizar os que contém glicerina em sua formulação.

É bom para dar brilho em pneus de carros, ônibus e caminhões em geral. São muitas as marcas de produtos de limpeza para carros no mercado de produtos automotivos. Muitas são as pessoas que gostam de passar pretinho nos pneus depois do carro sair do lava jato ou ser lavado em casa. Geralmente é o brilho dos pneus uns dos detalhes que mais se destaca no carro depois que sai do lava jato (lava-rápido).

Aplique no pneu depois de limpo com o auxilio de um pincel ou uma esponja. A Glicerina é fácil de encontrar em lojas virtuais e revendedores de produtos químicos. Se for para uso próprio pode se utilizar o álcool de posto.

O conservante (Mistura de isotiazolinonas) é indicado para evitar que o produto se deteriore por contaminação de micro-organismos.

Formula para fazer o limpa pneu:

Glicerina 2500 g
Álcool etílico 500 g
Mistura de isotiazolinonas 20 g
Corante qs
Água potável 6980 g

Modo de fazer o escurecedor para pneus de carros:

Adicionar a água em um balde plástico e em seguida a glicerina.
Agitar com uma pá de plástico.

Em seguida adicionar o álcool etílico e a Mistura de isotiazolinonas (conservante) e misturar.
Ir adicionando o corante diluído em água até obter cor desejada.

Misturar com a pá de plástico até o pretinho ficar homogêneo.

28/07/2017

Como fazer álcool etílico antisséptico a 70%

Fórmula para fazer álcool etílico antisséptico e desinfetante a 70%


É um álcool utilizado para a desinfecção com ação antisséptica.
O álcool etílico a 70% contém um teor de álcool ótimo para efeito como bactericida, tem um tempo maior de contato antes de sua evaporação. Na concentração a 70%, a sua entrada para dentro da bactéria é facilitada.

A presença de água diminui a evaporação e nessa concentração faz a destruição das bactérias. O vírus da gripe suína (Influenza H1N1) também é destruído pela ação do álcool etílico a 70%.

O uso do álcool a 70% tem vantagens e desvantagens, entre as vantagens esta o fato de ser um bactericida de ação rápida, é irritante leve, com baixo custo de produção, não é toxico e por ser incolor ele não deixa resíduos na pele ou superfícies.

Entre as desvantagens esta o fato dele não ser esporicida, possui ação diminuída na presença de matéria orgânica, pode danificar materiais (como plástico, borracha e acrílico), evapora muito rápido em comparação com outros antissépticos, não possui ação contra vírus hidrofílicos, não deixa ação residual.

Antisséptico se refere a tudo o que for utilizado no sentido de degradar ou inibir a proliferação de microrganismos, é um agente usado na superfície do corpo que interrompe e impede o desenvolvimento de bactérias e vírus.

Formula para fabricar o álcool etílico antisséptico a 70%:

Álcool etílico 96°GL 757,30 g
Água deionizada 242,70 g

Modo de fazer o álcool etílico antisséptico a 70%:


Despejar em um recipiente o Álcool etílico 96°GL, a Água deionizada e misturar.
Depois embalar em embalagem hermeticamente fechada para evitar a sua evaporação.

Este produto é indicado como antisséptico para uso tópico.
Também pode ser utilizado para desinfecção de nível médio ou intermediário, como desinfetante para superfícies fixas e desinfetante de ambientes.