Fabricar shampoo transparente ou perolado?

Fórmula de shampoo transparente e com brilho pérola

Na indústria cosmética ou mesmo para quem vai fabricar shampoos de forma artesanal pode surgir essa duvida. Qual o melhor aspecto que o meu produto deve ter. Bom, ambas as formas de se fazer tem as suas vantagens, tanto transparente quanto perolado (brilho pérola).

Vantagens de se fabricar um shampoo transparente com ou sem corante


Quando se quer destacar uma cor para o produto cosmético, uma cor azul ou amarela, por exemplo, um shampoo transparente pode ser o ideal. Não requer a adição de base perolada, o que também diminui os custos de fabricação.
formula shampoo transparente

Isso também é importante quando se quer um produto para os cabelos “Clear” (claro), sem a adição de substancias corantes. Nesse caso o cosmético fabricado fica apenas com a cor natural dos componentes químicos e princípios ativos adicionados na preparação. O shampoo transparente também não necessita de maiores cuidados no acerto de viscosidade.

Vantagens da fabricação de shampoo perolado (brilho pérola) com adição ou não de corante


O shampoo perolado (com brilho pérola) possui a vantagem de o brilho perolizado dar um aspecto de sofisticação ao produto, a base perolizante pode diferenciar o cosmético em comparação com os transparentes, mascarar princípios ativos presentes na fórmula, melhorar o aspecto de shampoos condicionadores que contenham agentes pseudo-catiônicos (promovem condicionamento e maciez) que podem causar turvamento. Ou ainda perolizar (perolado) ou opacificar um shampoo popular, visando com isso agregar uma ideia de valor ou sofisticação ao produto formulado.
formula shampoo perolado

Entre os princípios ativos que podem prejudicar a aparência final de um shampoo estão os agentes anticaspa e os extratos fluidos de plantas. Alguns agentes anticaspa (piritionato de zinco, por exemplo) possuem micro partículas que podem ficar visíveis no produto e prejudicar o seu aspecto visual. Alguns extratos glicólicos de plantas possuem uma coloração escura, o que pode escurecer o shampoo e prejudicar o seu visual caso ele seja transparente.

Um shampoo com agente doador de brilho perolado (pérola) pode ficar sem adição de corantes, pois a base perolada (que dá o aspecto de brilho pérola) deixa o produto cosmético opaco e branco, porem com um belo brilho perolado, o que da um aspecto de sofisticação ao produto.

No entanto, o acerto da viscosidade (grossura) em shampoos perolizados necessita de maiores cuidados, pois caso a viscosidade fique muito baixa, as partículas do perolizante podem se precipitar para o fundo do frasco. Para que não haja precipitação das partículas é necessário que a viscosidade esteja acima dos 2000 cps.

Mas como saber se a viscosidade esta acima de 2000 cps?

Nas industrias cosméticas a viscosidade é checada por aparelhos chamados de viscosímetros, entre os aparelhos utilizados esta o viscosímetro Brookfield.
Com o viscosímetro Brookfield é possível verificar a viscosidade de líquidos, semi-sólidos, gases e até mesmo sólidos. O viscosímetro Brookfield possui grande utilidade em laboratórios de controle de qualidade das indústrias químicas, alimentícias e de cosméticos.
viscosímetro Brookfield para acerto de viscosidade

Mas, e para quem vai produzir de forma artesanal? Para quem vai fabricar para uso próprio ou na fabricação artesanal deve deixar o shampoo bem espesso de forma que ao pegar com uma colher crie uma espécie de “liga”. Outra forma de verificar a viscosidade é comparando a grossura (espesso) com um shampoo perolado disponível no mercado.

Tipos de bases peroladas (agentes perolizantes) disponíveis

Existe marcas comerciais liquidas e solidas, os agentes perolizantes sólidos são indicados para shampoos e sabonetes líquidos produzidos no processo a quente (com aquecimento do processo de fabricação).  Agentes perolizantes sólidos não acho uma boa opção devido ao custo com equipamentos para aquecimento e com gasto com energia, a menos que essa opção seja necessária.

Os agentes perolizantes líquidos são mais fáceis de trabalhar, pois se dispersam facilmente durante a preparação sem a necessidade de aquecimento, diminuindo gastos com equipamentos e energia. Outra vantagem dos agentes perolizantes líquidos é que podem ser bombeados com o auxilio de bombas de sucção. Isso é vantajoso e otimiza a fabricação, permitindo o bombeamento quando se é necessário a adição de grandes quantidades para os tanques agitadores durante a fabricação de lotes de shampoo em grandes quantidades.

Entre as marcas comerciais temos:
  • Euperlan Green: Concentrado de brilho pérola para processo a frio. Utilizado para formulas cosméticas perolizadas. Origem vegetal, usado para formulações
    cosméticas naturais e orgânicas. É na forma Líquida.
  • Euperlan PK 771 BENZ: Agente perolizante aniônico, doador de brilho pérola e metálico intenso. Utilizado em formulas cosméticas no processo a frio.
    É na forma Líquida.
            
  • Euperlan PK 810 IS: Agente perolizante aniônico, doador de brilho marmorizado. Utilizado em formulas de cosméticos no processo a frio.
    É na forma Líquida.
  • Genapol PGM: Base perolizante a frio utilizada em formulas de cosméticos e formulas farmacêuticas. É na forma liquida.
Estes são alguns exemplos de marcas comerciais, mas há outros nomes de outros fabricantes.

Agora vamos a alguns exemplos de formulas de shampoos

O Polyquaternium 7 age condicionando os cabelos e dando maciez aos fios.
Fórmula para fazer shampoo perolado para cabelos secos com Polyquaternium 7:
Lauril éter sulfato de sódio 2000 g
Cocoamidopropil betaína 300 g
Amida 90 270 g
Base perolizante 400 g
Polyquaternium 7 250 g
Cloreto de sódio qs
Essência 30 g
Corante qs
Ácido cítrico qs
Koralone LA (conservante) 10 g
EDTA dissódico 10 g
Água deionizada 6730 g
Modo de fazer o shampoo perolado para cabelos secos com Polyquaternium 7:
Em um balde plástico adicione a Água deionizada, adicione posteriormente o EDTA dissódico e misture para homogeneizar utilizando uma pá de plástico ou de aço inoxidável, não utilize pá de madeira.

Depois adicionar sob agitação moderada o Lauril éter sulfato de sódio, Cocoamidopropil betaína, Amida 90, Base perolizante e misture até ficar homogêneo. Sob agitação adicione o Polyquaternium 7, Essência, Koralone LA e misture para homogeneizar.

Retire uma pequena amostra e verifique o pH, que deve ficar entre 5,0 a 6,5. Se for necessário ajuste o pH com solução de Ácido cítrico diluído em Água deionizada, adicionando aos poucos e com agitação e ir verificando com a fita de medir pH ou pHmetro.

Depois ir adicionando Corante diluído em Água deionizada, aos poucos até obter cor desejada, ou deixe sem Corante que também fica bonito o produto, visto que fica branco com brilho perolado.

Em seguida diluir um pouco de Cloreto de sódio em água e ir adicionando aos poucos e sob agitação até o shampoo perolado engrossar. Produto para lavar os cabelos com agente perolizante deve ficar bem grosso (viscoso) para que não haja sedimentação das partículas do perolizante no fundo do frasco.

Formula para fazer shampoo transparente de Jaborandi:
Lauril éter sulfato de sódio 2 kg
Amida 90 200 g
Cocoamidopropil betaína 200 g
Koralone LA 10 g
Cloreto de sódio 300 g
Ácido cítrico 10 g
Extrato glicólico de Jaborandi 150 g
Corante qs
Essência 50 g
Água deionizada 7.080 g
Modo de fazer o shampoo transparente de Jaborandi:
O Extrato Glicólico de Jaborandi é um tônico capilar, estimula o couro cabeludo, promove brilho aos cabelos e é utilizado no tratamento da queda de cabelos.
Adicionar em um recipiente de plástico 6 kg da Água deionizada da formula, agitando com uma pá de plástico adicionar o Lauril éter sulfato de sódio, Amida 90, Cocoamidopropil betaína e agitar para homogeneizar.

Diluir o Ácido cítrico em um pouco de Água deionizada e ir adicionando aos poucos e sob agitação, checando o pH com a fita de medir pH até o pH ficar dentro da faixa indicada. A faixa é entre 6,0 a 7,0.

Depois que o pH estiver dentro da faixa, adicionar sob agitação o Koralone LA, o Extrato glicólico, Essência  e misture para homogeneizar. Adicionar Corante diluído em Água deionizada, aos poucos até chegar na tonalidade de cor desejada.

Em um recipiente separado, adicionar o Cloreto de sódio, restante da Água deionizada e agitar até dissolução do Cloreto de sódio. Em seguida ir adicionando a solução de Cloreto de sódio aos poucos e sob agitação para engrossar o xampu.

Agitar para que o xampu fique homogêneo, aguardar um tempo até que as bolhas de espuma se desfaçam e depois fazer o envase nos frascos.
Divulgue Nas Redes Sociais:

Onde comprar Cloreto de cetil trimetil amônio

Cloreto de cetil trimetil amônio - INCI Name: Cetrimonium Chloride
Matéria-prima de uso cosmético muito utilizado em cremes condicionadores de cabelos, creme rinse, recondicionadores de cabelos, cremes e loções para pele para promover condicionamento e amaciamento.

O que é Cloreto de cetil trimetil amônio?

É um tensoativo catiônico com ação antiestática e bactericida indicado para a fabricação de produtos cosméticos capilares, como cremes condicionadores de cabelos e cremes rinse utilizados para condicionar os fios de cabelos e melhorar a penteabilidade (ato de pentear) dos fios.
Fazer cremes condicionadores

É um liquido transparente claro, podendo conter 25%, 50% ou 80% de substancia ativa. O seu pH fica em torno de 5,0 a 7,0. Possui bom poder umectante e espessante, assim como excelentes propriedades emulsionantes. Atua de maneira bactericida e fungicida em soluções cosméticas neutras, fracamente ácidas e alcalinas.

Devido a suas variadas concentrações para a venda, deve-se prestar atenção quanto ao teor de substancia ativa quando adquirir e for utilizar o Cloreto de cetil trimetil amônio, as porcentagens podem ser de 25% até 80%.

Entre as marcas comerciais temos o Dehyquart A (fabricado pela Basf), Genamin (fabricado pela Clariant) e o Ammonyx CETAC (fabricado pela Stepan Company).

Para que serve o Cloreto de cetil trimetil amônio?

É utilizado como agente emulsionante na fabricação de cremes condicionadores e creme rinse, por ser catiônico é um quaternário de amônio (amônia) que doa condicionamento e facilidade na hora de pentear os cabelos, os cabelos secos ou molhados ficam fáceis de pentear e apresentam maciez, livres da carga estática nos fios capilares.

Este produto também é utilizado na fabricação amaciantes para cutículas, loções cosméticas de tratamento, fixadores, cremes e loções para suavizar a pele corporal (tornando a pele macia e sedosa ao toque).

É encontrado em distribuidores de produtos químicos e em lojas virtuais com o nome de Quaternário de Amônio ou Cloreto de Cetil Trimetil Amônio a 25, 50 e 80%. Portanto, deve-se verificar a denominação química (nome químico) e a sua concentração antes de comprar.

Por sua ação emulsionante e bactericida, o Cloreto de Cetil Trimetil Amônio também é utilizado como auxiliar na fabricação de desinfetantes domésticos.

Onde comprar o Cloreto de Cetil Trimetil Amônio:

Em grandes quantidades o produto pode ser adquirido em distribuidores de produtos químicos, mas por ser um produto mais especifico a maioria de fornecedores locais não disponibilizam essa matéria-prima, sendo encontrada geralmente nas grandes cidades ou capitais dos estados brasileiros.

No entanto, é possível comprar o Cloreto de Cetil Trimetil Amônio em lojas virtuais de produtos químicos ou lojas de essências.

Segue o nome de algumas lojas virtuais onde o produto está disponível para comprar:
Casa do saboeiro
Destilaria Bauru
Sabão e Glicerina
Mix das Essências
Rainha das Essências
Asher Química
Capim Cheiroso Essências (Bahia)

Formulações grátis

Segue abaixo uma fórmula de creme condicionador.

Fórmula para fazer 10 kg de condicionador de cabelos:
Álcool cetoestearílico 400 gramas
Óleo mineral 100 gramas
Propilparabeno 5 gramas
Cloreto de cetil trimetil amônio (a 50%) 150 gramas
Metilparabeno 10 gramas
Corante qs
Essência 30 gramas
Água deionizada 9305 gramas
Modo de fazer o condicionador de cabelos:
Fase 1) Em um recipiente adicionar o Álcool cetoestearilico, Óleo mineral, Propilparabeno e aquecer até 75°C.
Fase 2) Em outro recipiente adicionar o Cloreto de cetil trimetil amônio (a 50%), Metilparabeno, Água deionizada e aquecer até 75°C.
Adicionar a Fase 2 sobre a Fase 1 (aquecidas a 75°C) sob agitação. Manter agitação constante até a temperatura do creme abaixar para 40°C.

Verificar o pH que deve ficar entre 5,0 a 5,5. Se for necessário, corrigir o pH com Ácido cítrico diluído em Água. Adicionar o Corante diluído em Água deionizada.
Por ultimo, adicionar a Essência e agitar até homogeneização do condicionador de cabelos.

Segue abaixo uma fórmula de creme rinse para os cabelos.

Fórmula para fazer 10 kg de creme rinse:
  • 350 g de Cloreto de cetil trimetil amônio (25%)
  • 350 g de Álcool cetoestearílico
  • 15 g de Metilparabeno
  • 5 g de Propilparabeno
  • 30 g de Essência
  • Corante q.s (quantidade suficiente)
  • Ácido cítrico q.s (quantidade suficiente)
  • 9250 g de Água deionizada
Modo de fazer o creme rinse:
Aquecer toda a água até 85°C.
Em um recipiente apropriado aquecer o Álcool cetoestearílico, o Cloreto de cetil trimetil amônio, o Metilparabeno e o propilparabeno até cerca de 80°C.

Em seguida adicione a água aquecida sobre a mistura anterior sob agitação, esfrie sob agitação até atingir + ou -30°C.
Em seguida adicione a essência e agite. Adicione o corante diluído em água.

Acerte o pH (entre 4 a 4,5) com o ácido cítrico diluído em água, sempre adicionando aos poucos e sob agitação até obter o pH indicado.
Misture para homogeneizar e embale nos frascos plásticos.
Divulgue Nas Redes Sociais:

Formula fazer aromatizador de ambientes - varetas ou spray

Como fazer aromatizador de ambientes para spray ou varetas
Quem não gosta de ter a sua casa perfumada com uma fragrância deliciosa e marcante. As visitas também compartilham esse momento em um ambiente perfumado.

Os vidros de aromatizadores de ambientes podem ser utilizados como objetos decorativos, perfumam e auxiliam na harmonia e no bem estar das pessoas que frequentam a sua residência, escritório, loja ou empresa. Perfumam os quartos, salas, cozinhas e outros ambientes da sua residência.

A escolha de uma fragrância marcante pode personalizar o seu aromatizante, os aromas das fragrâncias podem estimular sensações agradáveis. Por estar ligados com a aromaterapia, o uso de fragrâncias pode promover sensações, como tranqüilidade, concentração, etc.

Os aromatizadores de varetas são indicados para promover ação prolongada, como a sua difusão é realizada por varetas é mais indicado a sua utilização em ambientes pequenos.

Para ambientes maiores, os aromatizadores em forma de spray são mais indicados, pois perfumam com mais rapidez o ambiente. Então, se você deseja que os ambientes fiquem perfumados rapidamente, os sprays são mais indicados.

Na cozinha procure aromas cítricos ou de ervas e especiarias que podem abrir o apetite.

Nos quartos use essências que trazem paz e bem estar, que ajudem no sono e auxiliam a relaxar. Se a intenção for a de namorar, use essências afrodisíacas, como Ylang Ylang, Lavanda, Laranja, Baunilha, Gengibre, Canela, Jasmim, Patchouli, Musk, Sândalo, etc.

Nos banheiros use fragrâncias que passam a sensação de limpeza e frescor, como alecrim, limão e bergamota. Na sala utilize as que ajudam a harmonizar o ambiente, como essências de capim limão, erva cidreira, etc.

Para as gavetas de armários e guarda roupas, o melhor é em forma de sache perfumado, pois o seu poder de difusão é mais ameno.

No caso de aromatizadores que contenham álcool em sua composição, sempre mantenha o vidro em lugar não acessível às crianças, pois são inflamáveis e podem causar acidentes.

Fórmula para fazer 1 litro de aromatizador de ambientes - varetas ou spray
Álcool neutro 810 ml
Essência (fragrância) 100 ml
Propilenoglicol 30 ml
Corante qs
Água deionizada 50 ml
Modo de fazer a formula do aromatizador de ambientes - varetas ou spray:
Despeje todo o Álcool neutro em um frasco.
Depois acrescente a Essência, Propilenoglicol e misture.

Acrescente depois a Água deionizada e homogeneíze.
Se quiser colorir, adicione gotas de Corante de sua preferencia até a tonalidade desejada.

Misture bem e depois envase o aromatizador de ambientes para varetas ou spray.
As embalagens podem ser frascos de vidros com válvulas spray ou vidros para utilizar com as varetas.

Todo o material você pode adquirir em lojas de essências, inclusive as varetas.
Não utilize álcool comum (possui odor forte), se não encontrar o Neutro, use o Álcool de cereais.
Divulgue Nas Redes Sociais:

Onde comprar Amida 60

A Amida 60 ou Dietanolamida de ácido graxo de coco é muito utilizada na fabricação de produtos de limpeza, entra na formulação de variados saneantes domissanitários. Entre os produtos de limpeza produzidos com esse produto químico estão os detergentes líquidos, sabões líquidos, sabões em pó, limpa vidros, limpadores multiuso e outros saneantes domissanitários.

O que é Amida 60

É um tensoativo não-iônico que não se ioniza, logo não possui carga. Sua função nas formulações de produtos de limpeza é de espessante (ajuda a espessar e no acerto da viscosidade), sobreengordurante / reengordurante (devolve a oleosidade natural da pele), incrementador e estabilizador da espuma (melhora a formação da espuma, a espuma demora mais para se desfazer, além de ficar mais densa). Amida 60 (INCI NAME: Cocamide DEA) é alcalina e possui um pH em torno de 9 a 11, é um liquido viscoso de cor amarela.

Para que serve a Amida 60


Sua função é de espessante (ajuda a engrossar), reengordurante (reduz a agressividade às mãos) para a pele e estabilizadora da espuma. Também atua como solubilizante de óleos e essências. Entra como agente anticorrosivo para a fabricação de óleo de corte.

Amida 60 melhora o sensorial e o deslizamento do tensoativo. Esse produto químico permite reduzir a quantidade de Cloreto de sódio necessária para espessar o produto, promove a formação de espuma rica durante o uso do produto de limpeza formulado.

Amida 60 é compatível com a maioria dos tensoativos aniônicos, catiônicos e anfóteros, permitindo formulações associadas com tensoativos aniônicos, catiônicos e anfóteros.

Esse produto também permite um aumento no poder detergente (ação de detergência) e diminui a temperatura de turvação (ajuda a evitar que o produto turve). Entra como um tensoativo secundário, auxiliando na ação de detergência.

Além de ser utilizada na fabricação de produtos de limpeza, em detergentes, sabões líquidos e limpadores multiuso, a Amida 60 (Dietanolamida de ácido graxo de coco) entra também na composição de produtos de uso automotivo, como shampoos automotivos para lavar latarias de carros. Outro segmento que o produto é utilizado é na fabricação de saneantes hospitalares.

Onde comprar Amida 60:

Você encontra este produto químico em distribuidores de produtos químicos na sua região, portanto sempre é bom verificar fornecedores de produtos químicos na sua cidade ou região.
No entanto, caso não haja distribuidor de produtos químicos na sua cidade ou região, você pode adquirir esse produto em lojas virtuais na Internet, como as citadas abaixo.

Lojas virtuais que vendem Amida 60:
  • Casa do saboeiro
  • Essencial Química
  • Asher Química
  • Azul Química
  • Loja Química
  • Kit Química
  • Base para Amaciante
  • Paris Essências
  • Kalim Química
  • Multi Essências
  • Ozolimp
  • Forte das essências
  • Casa da Química
Estas são algumas empresas que possuem lojas virtuais na Internet, mas existe muitas outras aonde você pode adquirir a Dietanolamida de ácido graxo de coco.

Como todo produto químico, guarde a Dietanolamida de ácido graxo de coco em local seguro e fora do alcance de crianças e animais domésticos, evitando assim possíveis acidentes domésticos.

Como exemplo para o seu uso, segue abaixo uma fórmula de detergente onde a Amida 60 é utilizada na sua composição:
Água 8045 g
Soda caustica liquida a 50% 275 g
Ácido sulfônico 1200 g
Trietanolamina 100 g
Amida 60 250 g
Mistura de isotiazolinonas 20 g
Cloreto de sódio 100 g
Essência 10 g
Corante qs
Modo de fazer 10 kg de Detergente lava louças:
Adicionar a Água em um recipiente de plástico ou aço inoxidável, sob agitação adicione metade da Soda caustica liquida a 50% e em seguida o Ácido sulfônico.

Misture até homogeneizar e depois adicione a Trietanolamina e a Amida 60, agitando até homogeneizar.
Verifique o pH com a fita de medir o pH, se necessário faça a correção adicionando aos poucos o restante da Soda caustica até o pH ficar em torno de 7,0 a 7,5.

Depois do acerto do pH, adicione a Mistura de isotiazolinonas, Essência e o Corante diluído em água.
Agora adicione o Cloreto de sódio (sal de cozinha) diluído em um pouco de água para o acerto da viscosidade (engrossar o detergente).

A quantidade de Soda caustica liquida a 50% (Hidróxido de sódio) e do sal (Cloreto de sódio) descrita na formula é um valor aproximado, pode ser que não seja necessário adicionar toda a sua quantidade.
Divulgue Nas Redes Sociais:

Fórmula de alvejante clorado – cloro em gel

Como fazer alvejante clorado – cloro em gel
Produto utilizado para o alvejamento de roupas, age como alvejante e por possuir hipoclorito de sódio em sua composição atua também como desinfetante, germicida e bactericida.

Além de seu uso como alvejante de roupas, pode ser utilizado na limpeza e desinfecção de superfícies onde se deseja uma higienização com ação desinfetante, germicida e bactericida. O hipoclorito de sódio presente no produto de limpeza mata os germes e bactérias, agindo como um desinfetante para as superfícies, pisos, revestimentos, banheiros, vasos sanitários, toaletes e outros locais onde se deseja uma desinfecção.

Por ser na forma de gel este produto de limpeza facilita o seu uso, quando for utilizar na desinfecção é necessário remover os detritos e fluidos orgânicos presentes nas superfícies e depois aplicar o produto.

O hipoclorito de sódio pode corroer metais devido a sua ação corrosiva, portanto, evite o contato com peças metálicas. Ele também pode manchar e desbotar roupas coloridas, evite o contato deste produto de limpeza com as roupas coloridas. O cloro é um alvejante muito utilizado no clareamento de roupas (água sanitária).

A fabricação de saneantes domissanitários é um segmento industrial que pode gerar bons ganhos em dinheiro, produtos de limpeza são muito utilizados pelos brasileiros e sua fabricação e venda é uma boa fonte de renda par ao empreendedor.

Este alvejante pode ser fabricado para uso próprio na higienização da casa ou para vender. A fórmula abaixo serve para a fabricação artesanal em pequenas quantidades, já para a produção industrial, a formulação abaixo pode ser também utilizada fazendo os cálculos dos produtos químicos na composição segundo a quantidade que se deseja produzir.

Vale lembrar que para a venda em comércios como supermercados, hipermercados, atacadistas, mercearias é necessário ter empresa devidamente regulamentada segundo as exigências da Anvisa para o setor de saneantes domissanitários.

Se o produto saneante domissanitario não tiver registro ou notificação junto a Anvisa e não for produzido segundo as exigências em local apropriado, o saneante é irregular e não pode ser vendido no comercio.
Fórmula para fazer 10 kg de alvejante clorado – cloro em gel:
Água potável 7150 g
Hidróxido de sódio a 50% (soda liquida) 50 g
Ammonyx MO (Amina Óxida Mirística) 500 g
Hipoclorito de sódio 1700 g
Lauril éter sulfato de sódio 600 g
Modo de fazer o alvejante clorado – cloro em gel:
Em um balde plastico adicione a Água potável, Hidróxido de sódio a 50% (soda liquida) e misture.
Sob agitação lenta adicione o Ammonyx MO (Amina Óxida Mirística) e misture até homogeneizar.
Depois adicione o Hipoclorito de sódio e misture.

Por ultimo, incorporar o Lauril éter sulfato de sódio e misturar até homogeneização do produto de limpeza.
Divulgue Nas Redes Sociais:

Pesquisar Fórmulas Grátis

Loja Online de Produtos Químicos

Fórmulas Grátis e Artigos Populares

‎Newsletter - Fórmulas Grátis

Apostila Produtos de Limpeza

Apostila Perfumes Artesanais

Guia Pratico Cosméticos Capilares